Archive

Archive for the ‘Sociologia’ Category

50 Razões do BRASIL ser um país totalmente SURREAL

24 de junho de 2013 Deixe um comentário

Imagem

50 razões do BRASIL ser um país totalmente SURREAL:

“No Brasil…

01 – Professor é chamado de tio;
02 – Técnico de futebol é chamado de professor;
03 – Árbitro é chamado de juiz;
04 – Puta é chamada de modelo;
05 – Fazendeiro é chamado de coronel;
06 – Traficante é chamado de usuário;
07 – Português é chamado de burro;
08 – Negro é chamado de moreno;
09 – Se fala em campos de futebol, ao invés de metros quadrados;
10 – Qualquer um de terno é chamado de doutor;
11 – Os direitos humanos defendem só os desumanos;
12 – Presos órfãos têm induto de dias da mães;
13 – Presos órfãos e sem filhos têm induto de dias dos pais;
14 – Os ídolos não sabem diferenciar “por que”, “porque”,”por quê” e “porquê”;
15 – Quanto mais se rouba, menos é penalizado;
16 – Menor infrator nunca é emancipado, somente o menor trabalhador;
17 – O gado é melhor transportado que seres humanos no transporte público;
18 – Faculdade paga é para pobre e faculdade gratuita é para rico;
19 – Quem maltrata animais só paga pelo crime ambiental;
20 – Meninas se inspiram nas mulheres com as bundas famosas;
21 – Na escola as alunas preferem sair com maloqueiros;
22 – O Estado se diz laico, mas cita Deus no preâmbulo da constituição federal;
23 – Nos feriados os trabalhadores ficam pesos no trabalho e os presos soltos nas ruas;
24 – Rezar para seleção e times é mais importante que rezar pela saúde, segurança e por coisas boas para os entes queridos que realmente nos conhecem pessoalmente;
25 – Favela é orgulho ao invés de ser vergonha;
26 – Motoristas e motoqueiros estão sempre com pressa ao invés de saírem mais cedo;
27 – Pichação é chamada de arte;
28 – Cada um por si e Deus por todos;
29 – Para motoristas e motoqueiros semáforo amarelo significa mate o pedestre na faixa;
30 – Para motoristas e motoqueiros olham mais o semáforo vermelho piscando dos pedestres que o semáforo verde deles;
31 – Pai Bandido recebe do governo R$ 915,00
32 – Filho Drogado recebe do governo R$ R$ 1.350,00
33 – Trabalhador recebe do governo o mínimo de R$ 678,00
34 – Beber bebidas alcoólicas antes de dirigir ou pilotar é normal;
35 – Milionários não são algemados e nem são presos;
36 – Estádios são mais importantes que escolas, hospitais e moradias;
37 – As instituições públicas se declaram laicas mesmo com a presença de símbolos religiosos em mesas e paredes;
38 – Jogar lixo no chão ou pela janela de veículos é normal;
39 – Dono da boca é visto como herói;
40 – Cidadão correto é visto como chato;
41 – Tomate é visto como ouro;
42 – Vinagre é visto como bomba;
43 – Leite é visto como formol;
44 – Menor infrator é visto como anjo;
45 – Palmada é vista como crime;
46 – Cerveja é vista como água;
47 – Carro é visto como arma;
48 – Honesto é visto como bobo;
49 – Política é vista como piada; e
50 – O povo é visto como problema… E PROBLEMA SEMPRE É A SOLUÇÃO!”

1 de janeiro de 2012 Deixe um comentário

gab

Sobre o outro lado de CAZUZA! (Psicóloga vs Cazuza)

24 de novembro de 2011 1 comentário

PESSOAL RECEBI UM E-MAIL MUITO INTERESSANTE SOBRE O CAZUZA!

APESAR DE CAZUZA TER SIDO UM EXCELENTE MÚSICO, COMPOSITOR E CANTOR, É BOM ANALISAR SOBRE O SEU OUTRO LADO!

PARABÉNS PARA QUEM ESCREVEU ISTO COM MUITA CORAGEM DE MOSTRAR O OUTRO LADO DE CAZUZA.

Esse cidadão dizia “todos os meus heróis morreram de overdose”. E era aplaudido.

É …. DEVIAM COLOCAR o texto abaixo NUM OUTDOOR LÁ NA PRAÇA CAZUZA, NO LEBLON…

Psicóloga x Cazuza! 

Esta mensagem precisa ser retransmitida para todas as FAMÍLIAS!
Uma psicóloga que escreveu, corajosamente algumas verdades.

Uma psicóloga que assistiu ao filme escreveu o seguinte texto:

‘Fui ver o filme Cazuza há alguns dias e me deparei com uma coisa estarrecedora.. As pessoas estão cultivando ídolos errados..
Como podemos cultivar um ídolo como Cazuza?

Concordo que suas letras são muito tocantes, mas reverenciar um marginal como ele, é, no mínimo, inadmissível.
Marginal, sim, pois Cazuza foi uma pessoa que viveu à margem da sociedade, pelo menos uma sociedade que tentamos construir (ao menos eu) com conceitos de certo e errado.

No filme, vi um rapaz mimado, filhinho de papai que nunca precisou trabalhar para conseguir nada, já tinha tudo nas mãos. A mãe vivia para satisfazer as suas vontades e loucuras. O pai preferiu se afastar das suas responsabilidades e deixou a vida correr solta.

São esses pais que devemos ter como exemplo?
Cazuza só começou a gravar porque o pai era diretor de uma grande gravadora..

Existem vários talentos que não são revelados por falta de oportunidade ou por não terem algum conhecido importante. 


Cazuza era um traficante,
 como sua mãe revela no livro, admitiu que ele trouxe drogas da Inglaterra, um verdadeiro criminoso.Concordo com o juiz Siro Darlan quando ele diz que a única diferença entre

Cazuza e Fernandinho Beira-Mar é que um nasceu na zona sul e outro não.
Fiquei horrorizada com o culto que fizeram a esse rapaz,principalmente por minha filha adolescente ter visto o filme.Precisei conversar muito para que ela não começasse a pensar que usar drogas, participar de bacanais, beber até cair e outras coisas, fossem certas, já que foi isso que o filme mostrou.

Por que não são feitos filmes de pessoas realmente importantes que tenham algo de bom para essa juventude já tão transviada? Será que ser correto não dá Ibope, não rende bilheteria?
Como ensina o comercial da Fiat, precisamos rever nossos conceitos, só assim teremos um mundo melhor.

Devo lembrar aos pais que a morte de Cazuza foi consequência da educação errônea a que foi submetido. Será que Cazuza teria morrido do mesmo jeito se tivesse tido pais que dissesem NÃO quando necessário?

Lembrem-se, dizer NÃO é a prova mais difícil de amor .

Não deixem seus filhos à revelia para que não precisem se arrepender mais tarde. A principal função dos pais é educar.. Não se preocupem em ser ‘amigo’ de seus filhos.

Eduque-os e mais tarde eles verão que você foi à pessoa que mais os amou e foi, é, e sempre será, o seu melhor amigo, pois amigo não diz SIM sempre.’

Karla Christine
Psicóloga Clínica

“Estudantes, Vândalos e Drogados” da USP.

9 de novembro de 2011 1 comentário

POLÍTICOS SEM ESTUDO!

12 de outubro de 2010 Deixe um comentário

 

O maior absurdo no sistema institucional no Brasil e em muitos países, é que não se exige estudo e/ou formação acadêmica dos candidatos a cargos públicos eletivos e a cargos públicos por nomeação (funcionários públicos não-concursados). Logo ficamos a mercê destes que são os maiores “responsáveis” pela gestão das nossas cidades, dos nossos estados e de nosso país.

Neste artigo é visto algumas imagens de milhares de absurdos que ocorrem na política brasileira. É como dizem: “Uma imagem vale mais que mil palavras” e “As imagens falam por si só”. O intuito deste artigo é conscientizar a todos o que está acontecendo é culpa e problema de todos nós e também o outro intuito deste artigo é além de criticar a situação atual, é de mostrar uma solução que agora só é uma opinião e  para que esta mera opinião torne-se em uma realização, dependerá da vontade e perseverança da maioria das pessoas que querem uma cidade, um estado e um país melhor para a nossa família.

Da mesma forma que para ser atuar em várias profissões além dos nove anos de Ensino Fundamental (antigo 1º Grau) mais três anos de Ensino Médio (antigo 2º Grau) as empresas públicas e privadas exigem que haja uma formação técnica e/ou acadêmica. Logo para trabalhar de Engenheiro tem de ser formado em Engenharia, para trabalhar de Advogado tem de ser formado em Direito e passar no concurso da OAB, Médicos tem de ser formado em medicina e suas especialidades, os Mestres tem de ter Mestrado, e assim por diante.

Esta mesma exigência deveria ser válida também aos candidatos a cargos públicos eletivos e seus secretários que são responsáveis pela gestão das cidades, estados e de nosso país.

  • Os Vereadores de municípios com menos de duzentos mil eleitores e municípios que não são capitais de estado, deveriam ter no mínimo Ensino Médio completo.
  • Os Vereadores de municípios com mais de duzentos mil eleitores e capitais de estado, deveriam ter no mínimo Ensino Superior completo em qualquer área.
  • Os Prefeitos e Vice-Prefeitos deveriam ter no mínimo Ensino Superior completo em qualquer área.
  • Os Deputados Estaduais deveriam ter no mínimo Pós-Graduação completa em qualquer área.
  • Os Governadores e Vice-Governadores deveriam ter no mínimo Pós-Graduação e/ou Mestrado completo em qualquer área.
  • Os Deputados Federais deveriam ter no mínimo Pós-Graduação e/ou Mestrado completo em qualquer área.
  • Os Senadores deveriam ter no mínimo Doutorado completo em qualquer área.
  • O Presidente e o Vice-Presidente deveriam ter no mínimo Doutorado completo em qualquer área.

Agora para os cargos de confiança que exercem os funcionários públicos que são nomeados pelo poder executivo municipal, estadual e federal:

  • Secretários de Prefeituras de municípios com menos de duzentos mil eleitores e municípios que não são capitais de estado, deveriam ter no mínimo Ensino Médio completo.
  • Secretários de Prefeituras de municípios com mais de duzentos mil eleitores e capitais de estado, deveriam ter no mínimo Ensino Superior completo em qualquer área.
  • Secretários dos Governos Estaduais deveriam ter no mínimo Pós-Graduação completa em qualquer área.
  • Ministros do Governo Federal deveriam ter no mínimo Pós-Graduação e/ou Mestrado completo em qualquer área.

Só assim haveria pessoas mais capacitadas que aumentaria a probabilidade de cuidar melhor da gestão de nossas cidades, nossos estados e nosso país. Da mesma for que uma pessoa tem uma empresa e deseja contratar uma pessoa capacitada para trabalhar em sua empresa, esta mesma pessoa como eleitora deveria exigir que os gestores de sua cidade, estado e país forem tão quão capacitados de acordo com a importância de seus cargos.

Quando vemos sindicalistas, pessoas famosas, sem-terras e fazendeiros “coronéis” semi-analfabetos como candidatos a cargos de gestão de extrema importância em nosso país, é uma vergonha a toda humanidade.

O que dizer à futura geração sobre o valor do estudo, quando um candidato semi-analfabeto ou com pouco estudo chega ao poder faz com que o estudo se desvalorize em nossa sociedade? Para esses candidatos é motivo de orgulho, mas para a sociedade além de atraso, é motivo de vergonha, decepção, desinformação e desestímulo à educação de nossos jovens.   

FICHA LIMPA

Ficha Limpa é uma lei originada de um projeto de lei de iniciativa popular que reuniu 1,9 milhão de assinaturas. O projeto tenta impedir que políticos com condenação na Justiça possam concorrer às eleições. O Projeto foi aprovado na Câmara dos Deputados no dia 5 de maio de 2010 e também foi aprovado no Senado Federal no dia 19 de maio de 2010 por votação unânime. Foi sancionado pelo Presidente da República, transformando-se na Lei Complementar nº 135, de 4 de junho de 2010. Desde a proclamação da República em 15 de novembro de 1889, a Campanha Ficha Limpa foi a maior conquista e reforma política desde então.

Os próximos passos são as reformas no sistema de direito constitucional, penal, tributário, administrativo, processual, civil, comercial, trabalhista e eleitoral. Mas para fazer isso é necessário antes de tudo, haver políticos com os estudos citados acima e lei que obriga a capacitação desses políticos que são os gestores de nosso país.

Pelo bem de todos, ou pelo menos da grande maioria, muitos candidatos sindicalistas, pessoas famosas, sem-terras e fazendeiros “coronéis” semi-analfabetos não ganharam, mas pelo mal de todos, vários candidatos com esse perfil ganharam, ganham e ganharam votos até que a sociedade omissa lute contra esta norma que permite pessoas incapacitadas trabalharem nos cargos mais importantes de nosso país.

O que poderíamos e/ou deveríamos falar aos mais jovens quando eles perguntassem se valeria a pena estudar? Pois temos um presidente semi-analfabeto que teve décadas para fazer uma graduação, mestrado e até doutorado e ficou desde os anos oitenta recebendo benefícios do governo, sindicatos e fundos partidários e mesmo assim se elegeu Presidente da República duas vezes (2002 e 2006). 

Para o Lula, é um motivo de orgulho uma pessoa como ele ter chegado à Presidência da República. Realmente para ele é um motivo de orgulho! Ao mesmo tempo é também um motivo de vergonha para o Brasil tê-lo como nosso represetante! Qual seria o absurdo maior no Brasil? Uma pessoa com a escolaridade do Lula poder se candidatar ao cargo mais importante de nosso país? Ou a maioria da população brasileira que votou em uma pessoa como o Lula?

Pior que os “analfabetos e semi-analfabetos” que estão no comando de vários cargos importantes na política brasileira, são os “analfabetos e semi-analfabetos políticos” que não têm a mínima consciência em quem está votando ou pior, apoiam políticos sem ou com pouco estudo. Esses “analfabetos e semi-analfabetos políticos” são aqueles eleitores que falam que não gostam de política e nem querem saber o que se passa na Prefeitura, Palácio do Governo Estadual, Palácio do Planalto, Câmara Municipal, Assembleia Legislativa e Congresso Nacional, porque eles acham que não são fazem parte de seus interesses. Mal informados eles são, pois a política foi, é e será sempre interesse de todos e nos afeta não apenas indiretamente, e sim diretamente! 

 

 

Reformas no Conselho de Segurança da ONU ?

22 de julho de 2010 Deixe um comentário

por RODRIGO GENESS ALVES *


 

Há décadas a sociedade internacional pede por uma reforma no Conselho de Segurança das Nações Unidas. Este órgão tem o poder de autorizar uma intervenção militar em qualquer país e trata de todos os conflitos e crises políticas do mundo para verificar a necesidade de intervenções militares ou missões pacificadoras.

 

O Conselho de Segurança é composto por apenas 15 países-membros dos 193 países existentes no mundo, sendo 5 países-membros permanentes, dentre estes 5 membros não há representante do continente africano e nem oceânico, apenas um no continente americano (Estados Unidos), apenas um do continente asiático (China) e três representantes do continente europeu, (Reino Unido, França e Rússia). De qualquer, forma vamos considerar a Rússia mais europeia que asiática por duas razões: a capital Moscou é uma cidade europeia e a colonização expandiu-se do território russo europeu em direção ao asiático, e não o contrário.

 Os outros 10 membros são rotativos e têm mandatos de apenas 2 anos, havendo renovação anual de cada 5 membros, ou seja, não há estabilidade política e nem possibilidade de um bom introsamento político entre os membros rotativos a longo prazo, por causa da anual rotatividade de 5 membros.

 Uma resolução do Conselho de Segurança é aprovada se tiver maioria de 9 dos quinze membros, inclusive os cinco membros permanentes. Um voto negativo de um membro permanente configura um veto à resolução que pára todo o andamento de uma resolução e não leva a lugar algum. A abstenção de um membro permanente não configura veto.

 Estamos vivendo uma nova ordem mundial onde há importantes países que têm respeito e credibilidade de seus vizinhos, e de uma grande parte da sociedade internacional em tomar decisões importantes para a comunidade internacional.

 Para haver uma reforma de fato no Conselho de Segurança, teria que haver uma ampliação tanto dos membros permanentes, quanto dos membros rotativos.

Em primeiro lugar, deveria acabar com o poder de veto dos membros permanentes para agilizar o poder decisório e em segundo lugar, deveria o número de membros permanentes ser ampliado de 5 para 15 membros, sendo estes distribuídos respectivamente nas Américas com 3 membros (Estados Unidos, Brasil e México), na Europa com 4 membros (Reino Unido, França, Alemanha e Rússia), na Ásia com 4 membros (China, Índia, Japão e Turquia), na África com 3 membros (África do Sul, Egito e Nigéria) e na Oceania 1 membro (Austrália).

O número de membros rotativos deveriam passar de 10 para 16 membros com mandatos de 4 anos havendo renovação de 8 membros rotativos a cada 2 anos. Entre esses membros rotativos devem ser distribuídos nas Américas com 3 membros, na Europa com 4 membros, na Ásia com 4 membros, na África 3 membros e na Oceania 2 membros.

Somando os 15 membros permanentes mais os 16 membros rotativos dá um total de 31 membros, e toda resolução deve ser aprovada por mais de dois terços dos votos, neste caso, 21 dos 31 membros.

A Organização das Nações Unidas foi criada pelos Estados, é mantida pelos Estados e deve funcionar conforme a vontade da maioria dos Estados para cumprir o seu papel como entidade máxima no sistema internacional. Nos dias de hoje é difícil identificar se há propósitos, todavia não há reformas claras.

Enquanto houver o poder de veto para os membros permanentes e a falta de vontade política na elaboração de um poder decisório mais igualitário por parte dos representantes dos Estados, tanto a Organização das Nações Unidas e o seu principal órgão decisório, o Conselho de Segurança, continuarão desatualizados às realidades do sistema internacional e apenas servirão de adorno aos seus membros.

 

%d blogueiros gostam disto: